Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Cultura

Angola acolhe bienal de jovens criadores da CPLP

| Editoria Cultura | 24/07/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A 9ª edição da Bienal de Jovens Criadores, que visa mostrar a multiculturalidade e a riqueza linguística da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) vão estar em evidência a partir de hoje, 24 de julho, com a inauguração marcada para as 17h00, no Museu de História Militar, em Luanda.

Segundo o porta-voz da Bienal e presidente do Conselho Nacional da Juventude, Kikas Machado, esta reunião que se realiza pela segunda vez em Luanda, reforçará a abordagem social e cultural dos anfitriões com o Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor Leste e Guiné-Equatorial.

O objectivo do projecto é criar uma ponte de unidade entre os países membros que apesar da distância geográfica, partilham laços em comum. Para o porta-voz da Bienal, encontros do género permitem não só a solidificação do intercâmbio dos participantes, como também ajudam a fortalecer a aproximação social e cultural. “ São portas para novos horizontes”, disse.

“A realização da bienal vai permitir, acima de tudo, uma maior divulgação da actual produção artística dos jovens criadores da CPLP e consequentemente, da cultura dos países membros, assim como dar ao público um vislumbre dos traços identitários comuns, ou dos diferentes, típicos de cada região”, destacou.

O evento que decorrerá até ao dia 28 de julho, reunirá cerca de 200 expositores que mostrarão talentos em música, dança, teatro, pintura e outras manifestações culturais.

Com entradas livres, a organização da bienal espera receber, diariamente, pelo menos, 400 visitantes, dispostos a conhecer um pouco mais sobre o génio criador dos jovens artistas da comunidade lusófona, através de encontros, debates e demonstrações de arte.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade