Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Saúde

Cerca de 5,4 milhões de pessoas vítimas de insegurança alimentar na Somália

| Editoria Saúde | 17/07/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O Centro de Informação das Nações Unidas anunciou no dia 13 de julho, que cerca de cinco milhões e 400 mil pessoas enfrentarão a insegurança alimentar até ao final de 2019.

No seu relatório informativo, o Centro alertou que a metade deste universo será afetada por crises de insegurança alimentar, dai, frisou, que os somalis necessitam urgentemente de uma ajuda alimentar.

Dados da ONU revelam ainda que cerca de um milhão e 200 mil crianças já sofrem de desnutrição na Somália.

A seca prolongada, conflitos armados, deslocações de populações e a evacuação de pessoas deslocadas do interior, são fatores que levam a Somália a uma emergência humanitária importante.

O Governo somali, em colaboração com as Nações Unidas e organizações humanitárias,  implementaram um plano de ajuda, cifrado em 686 milhões para quatro milhões e 500 mil Somalis, para aliviar os efeitos da seca, até ao final do ano de 2019.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade