Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Junho de 2019

ANGOLA

Situação Económica de Angola

ANGOLA

Informação e Percepção da Economia Angolana

ANGOLA

Recordar o passado para encontrar soluções

ÁFRICA

FATALIDADES E ESPERANÇAS DA ECONOMIA AFRICANA

AFEGANISTÃO

LISTA NEGRA DOS SOLDADOS DO PROFETA

ANGOLA

OS DESAFIOS PARA AS ELEIÇÕES DE 2022

ÁFRICA

ADAPTAR OS EXÉRCITOS AFRICANOS AOS NOVOS INIMIGOS

ANGOLA

MPLA - O CONGRESSO DO REJUVENESCIMENTO

Rádio

Publicidade

Economia

Moçambique: Dívida pública atingiu mais de 661 mil milhões de meticais em 2017

| Editoria Economia | 09/05/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O saldo acumulado da dívida pública no final do exercício económico de 2017, excluindo garantias do Estado, foi de 661.369,8 milhões de meticais, o que corresponde cerca de 81,8% do Produto Interno Bruto (PIB), do referido montante, 554.470,2 milhões de meticais representam o valor da dívida externa e 106.899,6 milhões de meticais são s dívida interna.

Segundo a Conta Geral do Estado (CGE) de 2017, cujo debate em sessão plenária, arrancou na Assembleia da República esta quinta-feira, 8 de maio, o saldo da dívida pública registou um decréscimo de 5,7% em termos nominais, em relação ao exercício anterior, tendo a dívida externa reduzido em 9,7 % e a interna aumentado 21,9%.

“O crescimento da dívida interna foi justificado pela transição do saldo de bilhetes do tesouro no valor de 21,6 mil milhões de meticais, a emissão de obrigações do tesouro na ordem de 11,4 mil milhões de meticais para financiamento do défice orçamental e pela regularização da dívida de entidades públicas através da titularidade em 7,4 mil milhões de meticais”, afirmou a presidente da Comissão do Plano e Orçamento (CPO), Esperança Bias.

De acordo com a presidente da CPO, o Governo de Moçambique espera reestruturar a dívida interna na componente relacionada com as obrigações de tesouro de três ano de prazo para cinco anos, “com vista a aliviar a concentração do pagamento do serviço da dívida interna”.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade