Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Cultura

Marrocos acolhe uma grande exposição de pinturas impressionistas

| Editoria Cultura | 10/04/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A capital do Marrocos, Rabat, acolheu terça-feira,9, uma exposição de pinturas impressionistas, que reuniu 42 obras-primas de grandes nomes do impressionismo como Monet, Cézanne ou Renoir, excecionalmente emprestada pelo Museu Orsay de Paris.

"Esta é a primeira vez que uma exposição sobre o impressionismo vai compartilhar algumas das maravilhas de Orsay em África e espero que o público marroquino possa apreciá-lo", disse Laurence des Cars, presidente da Musée d'Orsay, antes da abertura.

"Todas obras das grandes galerias impressionistas do museu de Paris, desde as pinturas do século XIX são apresentadas em cores, de preto ao branco, passando pelo azul-verde e rosa, um tom maior para o movimento impressionista", explicou Paul Perrin, um dos curadores da exposição.

Uma das 30 catedrais de Rouen pintadas por Claude Monet, foi montada em Rabat no "quarto rosa", para  impressionar o Público.

"Se eu pinto brilhantemente, é porque eu tive que pintá-lo claramente, não foi o resultado de uma teoria, mas de uma necessidade que estava no ar de todos", diz uma citação em letras garrafais de Pierre Auguste Renoir (1841-1919), na entrada da exposição.

O Marrocos, que tem cerca de quinze museus públicos, há anos mostra seu desejo de aumentar o acesso do público à cultura, particularmente em Rabat, a capital erguida como uma "Cidade da Luz".

A exposição "As cores do impressionismo: obras-primas das coleções do Musée d'Orsay" estará patente até 31 de 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade