Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Junho de 2019

ANGOLA

Situação Económica de Angola

ANGOLA

Informação e Percepção da Economia Angolana

ANGOLA

Recordar o passado para encontrar soluções

ÁFRICA

FATALIDADES E ESPERANÇAS DA ECONOMIA AFRICANA

AFEGANISTÃO

LISTA NEGRA DOS SOLDADOS DO PROFETA

ANGOLA

OS DESAFIOS PARA AS ELEIÇÕES DE 2022

ÁFRICA

ADAPTAR OS EXÉRCITOS AFRICANOS AOS NOVOS INIMIGOS

ANGOLA

MPLA - O CONGRESSO DO REJUVENESCIMENTO

Rádio

Publicidade

Sociedade

Supremo Tribunal da África do Sul autoriza consumo de maconha

| Editoria Sociedade | 20/09/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O Supremo Tribunal da África do Sul declarou na terça-feira, 18, a anulação da lei que proíbe o consumo privado de maconha, assim como seu cultivo para uso pessoal, uma decisão histórica anunciada em Joanesburgo.

“A lei que proíbe o uso de maconha no lar “ é inconstitucional e portanto nula”, afirmou o juiz Raymond Zondo em seu parecer, segundo informou o jornal sul-africano The Raymond Zondo. “ Já não será crime um adulto consumir ou ter maconha em casa para uso pessoal”, acrescentou o magistrado.

No entanto, o consumo em espaço público continua estritamente proibido, assim como a venda com fins lucrativos a terceiros.

O tribunal determinou ao Parlamento que elabore uma nova lei em um prazo de dois anos.

Vários departamentos governamentais, incluindo o ministério da justiça e da saúde, alertaram para os efeitos negativos do consumo. Por outro lado, Curandeiros tradicionais e membros do movimento Rastafari aplaudiram a decisão do Supremo Tribunal.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade