Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Empresas

Porto de Caio lança Programa de Impacto Social para apoiar a Pesca Artesanal

| Editoria Empresas | 19/03/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O primeiro porto de águas profundas de Angola “Porto de Caio”, que se encontra em construção na Província de Cabinda, perspectiva um aumento do comércio local de 30 %, e criará 1.600 empregos direitos em operações diárias e 8.000 empregos indirectos na comunidade em geral.

A informação foi avançada pelo Jack Helton, director executivo do Porto de Caio, na quarta-feira, 14, em Cabinda, no lançamento do programa de impacto social, que inclui a construção de quatro embarcações de pesca e um centro de desenvolvimento comunitário.

O centro de desenvolvimento será gerido pelas comunidades do Caio, Chiaze e Buco Mazi, juntamente com representantes tradicionais, Associação de Pescadores (APESCAB), facilitadores e supervisores do Porto. A Empresa de Engenharia, Aquisição e Construção (CRBC) do PoC, China Road & Bridge Corporation (CRBC) trabalhará em parceria com o porto em vários projectos sociais.

O contrato para a construção dos quatro navios, que beneficiará a pesca artesanal nas comunidades de Caio, Chiaze e Buco Mazi, foi adjudicado a um construtor de embarcações local, Coopesa Gina-Mar SCRL. O Vice-Governador da Província de Cabinda para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, Joaquim Maliche colocou na terça, 13, a primeira pedra do novo Centro de Desenvolvimento Comunitário no Caio cuja construção prevê terminar em setembro de 2018.

Jack Helton, director executivo do Porto de Caio, comentou: “Trabalhamos em estreita colaboração com nossos stakeholders em Cabinda para o desenvolvimento do nosso programa de impacto social e hoje estamos muito felizes em avançar com nossas primeiras iniciativas nomeadamente aquisição de quatro barcos de pesca para benefício da comunidade local e o lançamento da primeira pedra do centro comunitário”.

 “Estamos empenhados em investir nos meios de subsistência das comunidades locais, particularmente aquelasque habitam ao redor das obras”, afirmou Jack Helton.

O centro de desenvolvimento comunitário do Caio actuará como um ponto focal onde as comunidades locais poderão identificar prioridades e soluções para as questões económicas e sociais ligadas a habitação, água, saneamento, a questão da fome, família e emprego.

O director executivo acrescentou: “Um dos aspectos mais importantes da responsabilidade social de uma empresa é que os gestores e funcionários participem das actividades de fórum social da sua comunidade local”.

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade