Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Política

Mais de 90% dos congoleses dizem «sim» à recandidatura de Nguesso

| Editoria Política | 27/10/2015

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Mais de 90% dos eleitores que votaram no referendo do Congo aprovaram a alteração constitucional que elimina os obstáculos a uma recandidatura do Presidente, Denis Sassou N’guesso, há 30 anos no poder, segundo os resultados oficiais, anunciados esta terça-feira.

A taxa de participação no controverso referendo de domingo foi de 72,44%, segundo os dados anunciados em Brazzaville
(DR)

O «sim» ao projeto de alteração constitucional granjeou 92,96% dos sufrágios, pelo que «o projeto de constituição foi agora adotado», declarou o ministro do Interior, Raymond Mboulou.

A taxa de participação no controverso referendo de domingo foi de 72,44%, segundo os dados anunciados em Brazzaville.

Ontem, segunda-feira, Pascal Tsaty Mabiala, um dos líderes da oposição, que apelara ao boicote, estimou que a participação não teria sido superior a «10%». Depois do anúncio dos resultados, Mabiala voltou a falar, dizendo que os considera «uma fantasia».

O Congo referendou um projeto de alteração destinado a eliminar os obstáculos legais a uma recandidatura de Denis Sassou N’guesso, de 71 anos, já que a atual Constituição limita o número de mandatos presidenciais sucessivos a dois e a idade máxima dos candidatos a 70, critérios que o atual Presidente não cumpre.

Redação com Agência

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade