Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Política

Disparos e gás pimenta em manifestações contra recandidatura de Nguesso

| Editoria Política | 20/10/2015

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A polícia congolesa disparou tiros e usou gás pimenta na capital do Congo, Brazzaville, numa tentativa de parar os protestos contra a recandidatura de Denis Sassou N’guesso a um terceiro mandato enquanto Presidente. Milhares de pessoas participam nestas manifestações.

Os serviços de mensagens e de internet foram cortados pelas autoridades e as reuniões públicas estão proibidas
(DR)

Os serviços de mensagens e de internet foram cortados pelas autoridades, conta a BBC, e são também proibidas, a partir de agora, reuniões públicas.

O Congo prepara-se para um controverso referendo já este domingo, sobre alterações na Constituição (que permitirão a N’guesso recandidatar-se), e o ambiente que se vive nas ruas é cada vez mais tenso.

Uma coligação de partidos da oposição tinha planeado uma marcha pacífica no centro de Brazzaville para esta terça-feira, mas os ânimos exaltaram-se. Grupos de jovens queimaram pneus nos distritos de Makelekele e Bacongo, que fazem parte da capital, provocando enormes colunas de fumo. A polícia interveio, e há relatos que dão conta da existência de feridos após os confrontos entre manifestantes e autoridades.

Nesta altura, a maioria das lojas mantém-se fechada, e o ambiente continua muito tenso. Fora manifestantes e a polícia, há pouca gente nas ruas.

«Há manifestações por toda a cidade, e a polícia está a lançar bombas de gás pimenta», disse Tresor Nzila, dirigente do Observatório Congolês para os Direitos Humanos, à BBC. «Em alguns locais, a polícia disparou tiros de aviso, com balas reais», acrescentou.

Redação

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade